terça-feira, 27 de dezembro de 2011

clichê


e é verdade que não há som quando há você -

nada além do canto sussurrado que nos embala

enquanto sinto a vida passar sob meus quadris

e o mundo luzir diante dos meus olhos


e sim, talvez não haja melhor trago

do que o que lentamente tiro da sua boca

mesmo quando não há cigarro,

apenas um estranho aroma de conforto


e pode ser que ao ecoar versos

seus lábios tremam no meu ouvido:


mas não mais que o terremoto

do meu peito contra o seu peito

do meu corpo contra o seu corpo

do meu sempre contra o seu tudo

do meu ser sua contra o seu ser também


Larissa Andrioli



Larissa Andrioli é poeta, pesquisadora do erotismo, organizadora do Eco - Performances Poéticas, editora doGeleia Geral e acaba de publicar seu primeiro livro "No silêncio de um show de rock", pela Aquela Editora.

3 comentários:

Isabella disse...

Larissa, lindo! Muito sensível sua escrita! Adorei!

Selenisa disse...

muito bonito!

Vivian disse...

Lindo texto! Parabéns!