segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Às moscas


Diante do álbum amarelecido pelos anos de clausura na gaveta dos esquecimentos, espantei-me ao ver radiante aquele garoto mirrado. Ostentava, do alto do trono da infância, um sorriso branco e sincero - ainda que incompleto e distante. Já não me recordava daquela felicidade sem pretensões. Daqueles olhos translúcidos, daquele peito aberto - daquele eu sem medo. Esbocei incrédulo, frente à fotografia gasta, um meio sorriso oblíquo. Não pelo que sou hoje - esse velho decrépito, lacrimejante de ontens em preto-e-branco - mas pelo menino inteiro do qual me vesti nos anos idos. Pelo que poderia ter sido e fracassei, acovardado. Por aquele que - pelo acaso dos passos na mata fechada dos sentimentos daninhos, que me atormentaram anos a fio - desencaminhou-se e perdeu-se para sempre de mim. Uma lágrima gorda atravessou-me os vales vincados do rosto. E apreciei, salivando, seu gosto amargo. Como quem arranca de uma vez um naco de vida dos dias mais verdes. Como quem inspira 50 anos de árvore em um só segundo. Eu não queria ter amadurecido. Poderia ter evitado as moscas asquerosas, flutuantes sobre a minha decomposição. Ainda assim, apodreci.

Sylvia Araujo

Ária Contemporânea


Sons de automóveis transitando
Murmúrios de crianças chorando
A tevê do apartamento adjacente
Melodias que degradam a mente

Vozes que transcendem o concreto
Gritos mudos rechaçados pelo teto
Uma vida consumida no desgaste
Oh, silêncio, por que me abandonaste?

Felipe Miho Marques

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Península


A apropriação poética é salvo conduto
para a agonia do encharcado que nutre-se da musa.
Aquilo que afaga, pela antítese afoga,
O mar como fonte de vida,
Metáfora dos poetas fortes.
Os teus Castelos de Areia (in) consistentes
são tão “pós” que apenas vislumbro...
Mas mantenho como partes do meu Litoral.
Da margem em que nasce a ambivalência
Vejo o fluxo e refluxo da aporia.
É Horizontal. Tu, ilogicamente me orientas para o Sul.
Quem sabe lá encontro outro tempero além do sal que
Caoticamente preenche o meu (dis) curso.
Posterior a toda
Mudança de maré, percebo ser a única prioridade minha,
É pena. Quase Ilha.

Erick Bernardes

Erick Bernardes é nosso leitor-colaborador de São Gonçalo - RJ. 

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Monique Nix no CEP 20.000



Ontem, Monique Nix dividiu um pouco do seu brilho com a platéia presente no Espaço Sérgio Porto. Como parte do Espaço Plástico Bolha, Monique descarregou suas verdades-poéticas no público do CEP 20.000. Na foto, Monique Nix e Lucas Viriato com a edição #34 do Jornal Plástico Bolha. Obrigado a todos os presentes, e um agradecimento especial ao grande mestre Chacal! 

Despacho


País .
Pirilampices
que o povo engole
como se de origem
carma  amargo  Mardito :

Andar de cara  na  bosta
assim  batã - Tietê ,
morrente  o rito  de existir
decentemente ______

Lá de Brasília adverte
dona  Eliana sobre os cubangos de toga :

Tirando  três  talvez  quatro
o resto  vai  para  o inferno ,
junto com a  ilha  de  Manhattan .



Adiron Marcos já publicou no blog do Plástico Bolha. Leia mais poemas do autor em seu blog Dois Tantos de Coisas

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

cada distância


teleobjetiva
é a lente
da poesia

que vê tudo
nos mínimos
detalhes
sem razão
sem
objetividade

sem medo
de ser tanta
que vazia

Carolina Drago

Espaço Plástico Bolha com Monique Nix no CEP



Hoje, às 21:10, o Espaço Plástico Bolha apresentará a incrível Monique Nix, com suas pérolas de verdade poética, no CEP 20.000. Veja a programação completa do evento: 

20:30 - Fora de Área
20:40 - Luis Turiba
20:45 - Marco Alexandre de Oliveira
20:50 - Deborah Prates
20:55 - Pedro Miranda
21:00 - Adiron Marcos
21:05 - Miriade Produçoes jr.
21:10 - Plástico Bolha + monique nix
21:20 – Beatriz Provasi
21:30 - Dado Amaral
21:35 - Tereza Seiblitz
21:45 - Ramón Rivera
21:55 – Luana Costa
22:05 - Dudu Pererê + Alice Souto
22:15 - Demillus & Dulloren
(monjope, Carlos Antonio Mattos (tantão) e daniel castanheira).
22:35 – chacal + todo mundo
22:45 – fim.

O CEP 20.000 acontece no Espaço Cultural Sérgio Porto, Rua Humaitá, 163/ fundos - Rio de Janeiro.  Ingressos: R$ 5,00.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Vinte e oito segundos


no intervalo entre o andar ao teu lado e o
você parar e eu não, entre o não
perceber que você parou e o te buscar
com o olho despreparado, uma pesca
distraidamente atenta: já não o somos,
aquilo que somos,
aquilo que fomos, quando
você para e eu não, quando você sem
ver que eu ainda ando e eu sem ver que você
não mais, seguimos ambos espessos inteiros
bravios; vinte e oito segundos somente e
dentro deles, no entanto, o fora
invade o corpo aos
poucos como um fim
e logo já se perdeu tudo o que
nunca se teve.

Maíra F.


Maíra F. escreveu o poema 2113, capa da última edição do Plástico Bolha!

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Parking


Sem mais a intenção
de chegar antes da hora
por agora parei em ponto morto
em zona confortavelmente indolor
onde descansa em paz sua imagem
no ponto cego do meu retrovisor.

Fernanda Tinoco Ramos


Fernanda Tinoco Ramos é nossa leitora-colaboradora da cidade de Niterói - RJ

Última semana de A Peleja da Voz com a Língua



Última semana para assistir a incrível Numa Ciro na peça A Peleja da Voz com a Língua, terças e quartas às 21h no Centro Cultural Cândido Mendes. Rua Joana Angélica, 63 - Ipanema. Imperdível!

Fonte fecunda


Entremeados verbos
obscuro sentido
na lucidez da trama
palavras que são véus

nas entrelinhas 
teias de segredos
improváveis de decifrar
mescla entre real e imaginário

variáveis as vertentes
alimentam-se de si mesmas
num processo de recriar-se
contemplam a eterna sede de existir 

Ianê Mello 


Ianê Mello é carioca, nascida no Rio de Janeiro. Acaba de lançar o livro Tessituras e Tramas (Ed. Verve, 2013). Foi professora e orientadora educacional no município. Pós-graduada em Pedagogia, formada pelo Instituto Isabel. Experimenta diversas propostas em textos literários, desde poemas e haicas até a prosa. Edita e participa de sites e fóruns literários, tendo textos publicados na Comunidade Literária Benfazeja, na antologia Momento Litero-Cultural, na revista Zunai e na revista biografia. Em 1983, teve seu poema “Morte Interior” premiado no Concurso Raimundo Correia de Poesia e publicado na antologia “A Nova Poesia Brasileira”, pela editora Shogun Arte. Em 2012, seu poema “Abrigo de Pedras” foi publicado na revista Cultural Novitas. Participa ativamente de Saraus Poéticos, tais como Pelada Poética no Leme, Corujão da Poesia, Identidade Cultural e Movimento Culturista e Um Brinde à Poesia de Niterói.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Eco Performances Poéticas



Em sua última edição do ano, o Eco Performances Poéticas traz na programação os poetas Renata de Aragão Lopes, com seu recém-lançado livro Doce de lira, poesia à mesa, Milton Rezende, lançando O jardim simultâneo e Rafael Moyses, acompanhado dos fotopoemas de @Julieta de Vênus. A noite contará ainda com a ilustre participação do rapper PMC, vindo diretamente de São Paulo, o retorno do emblemático movimento poético Abre Alas, o lançamento da Um Conto #19 e exibição de videopoemas de Otávio Campos e Danilo Lovisi. A trilha sonora fica por conta do DJ convidado José Alexandre Abramo, a lista do microfone aberto aguarda sua inscrição e a entrada é grátis, como sempre! 13 de desembro, a partir das 19h, no Museus de Arte Murilo Mendes, Juiz de Fora, MG.

Completamente cega


Nada em comum,
nada sei,
é invisível,
é isso...

Anne Penha


Anne Penha é nossa leitora-colaboradora de São Gonçalo-RJ. 

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Plástico Bolha no Fora de Área do SESC Tijuca


No último sábado, Lucas Viriato e o jornal Plástico Bolha estiveram no evento literário Fora de Área, organizado por Lucia Helena Ramos e sua trupe de insanos! A edição #34 do jornal foi distribuída à todos os presentes, e Lucas Viriato leu a sessão Desafio Poético do jornal, sobre as manifestações. Obrigado à Lucia Helena Ramos e a todos os que estavam presentes e participaram do evento.




 Viva a poesia!

De médio pra baixo


mamãe bebeu três dose (a vida não tá doce)
manifestou-nos por noites inteiras
― Retirarás o outro como a si mesmo!
― Mais abre a boca para fechar os olhos!
― Referência é coisa de verso desocupado!
contemporizou depois
mamãe polemiza até flores de jardim

Douglas Batalha


Douglas Batalha é leitor-colaborador da cidade de Itu - SP.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Cena do Crime, de Karl Erik Schøllhammer




Lançamento do livro Cena do Crime (Ed. Civilização Brasileira, 2013), de Karl Erik Schøllhammer.  Dia 17 de desembro, às 19h. Livraria Argumento, Rua Dias Ferreira, 417 - Leblon, Rio de Janeiro, RJ.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Poeminha Astral #27



eram gotinhas a pingar
                                               ploc
                                               ploc
                                               ploc
mas com uma danada energia de mar
                                               ploc
                                            toque
                                               ploc
uma gota com disposição
oceânica.

Matheus José Mineiro


Matheus José Mineiro é de Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais, e está lançando o livro A cachoeira do poema na fazenda do seu astral(Ed. Tomate Seco, 2013).

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Lançamento do livro "Autorretrato", de Raïssa de Góes



Dia 16 de dezembro (segunda-feira) na livraria da editora 7Letras, será o lançamento do livro Autorretrato (Ed. 7 Letras, 2013), de Raïssa de Góes. Neste dia também será comemorado o aniversário de 20 anos da editora com o lançamento do número 5 da Revista Lado7. Imperdível! Raïssa de Góes é colaboradora-ilustradora do jornal Plástico Bolha!

quatrocentos e chuva


na rua de matacavalos tem um instituto acadêmico
onde gatos esburacados de sarna passeiam pedindo comida.
a velha senhora da cantina dá os restos do almoço
e os gatos ficam preguiçosos, sedentários, fazem vista grossa aos ratos
que correm pelo telhado das salas.

às terças, no instituto da rua de matacavalos,
o velho senhor careca leciona para jovens de cucas frescas
as fórmulas moleculares mais sem sentido que a bioquímica microscópica veio a descobrir
na ânsia do intervalo, bebem de litros de café e voltam os jovens,
arrastando os pés, comendo crac crac pacotes de amendoim japonês.

no meio do engarrafamento da rua de matavalos
subiu no ônibus que passou pelo instituto uma das alunas do velho senhor careca.
ia com seu amendoim, olhos no céu sem nuvens e algum peso nas costas,
sentou na janela sozinha e, apesar do sol da primavera,
fez chover no quatrocentos e nove gotas pesadas de saudade.

Marília Aguiar

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O bom filho à casa torna!




Hoje a equipe do Plástico Bolha distribuiu a edição #34 do jornal pela PUC-Rio. Confira a lista dos lugares da universidade em que você pode pegar o seu!


. CAFIL

. GNAISSE

. CARI

. CRAA

. CACOS

. Xerox da APG

. CAPSI

. DCE

. CACC

. Departamento de Ciências Sociais

. Xerox ADM

. SPA (Casa de psicologia aplicada)

. Entrada Marquês de São Vicente

. Cátedra de Leitura

. Elevador do Pilotis em frente aos caixas eletrônicos

. Sala do Projeto Comunicar (4º andar do edifício Frings)

. Pastoral

. Departamento de Letras

. Sala do Nima

. Elevador do edifício Leme, em frente à livraria Carga Nobre

. Elevador do edifício Leme, ao lado do restaurante Mr. Ali

. Elevador do edifício Leme, ao lado da Casa da Empada

. Loja Pilotis, edifício Leme

. Banca da PUC

. Yogoberry, edifício Leme

. Vice-reitoria comunitária


A PUC-Rio fica na Rua Marquês de São Vicente, 225 - Gávea. 

Hora de Clarice 2013



IMS apresenta: Hora de Clarice 2013.
Além do vento há um outra coisa que sopra. Sete anos com as palavras de Clarice Lispector.
Com: Cláudia Abreu e Malu Mader
10 de dezembro, 19h, no Instituto Moreira Salles, R. Marquês de São Vicente, 476, Gávea.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Distribuição do Plástico Bolha!



Hoje distribuímos a edição #34 do Plástico Bolha por mais alguns pontos da cidade! Veja a lista de lugares em que você pode encontrar o jornal pela Barra da Tijuca e arredores:

- Studio Betina Guelma, R. Cel. Eurico de Souza G Filho, 99 - Barra 

- C. E Chiquinha Gonzaga, Pç. Soldado Geraldo da Cruz, 50 - Barra 

- Restaurante Vice-Rey, Av. Monsenhor Ascaneo, 535 - Barra 

- Restaurante Nativo, Av. Lúcio Costa, 1976 – Barra 

- Padaria Pomar da Barra, Pç. do Pomar - Barra 

- Koi Tattoo, Av. Olegário Maciel, 101 - Barra 

- Restaurante .Org, Av. Olegário Maciel, 175 - Barra 

- Restaurante Spetto Carioca, Av. Olegário Maciel, 135, loja D – Barra

- Papelaria Rosgolim, Av. Olegário Maciel, 260 - Barra

- Restaurante 399, Av. Olegário Maciel, 231, loja H - Barra

- Mundo Verde, Av. Olegário Maciel, 519 - Barra

- Ohara Tattoo, Av. Ministro Ivan Lins, 600/207 - Barra

- Mundo Verde (MAP), Av. das Américas, 10200 – Barra 

- Mundo Verde (Shop. Novo Leblon), Av. das Américas, 7607 - Barra

- Papelaria do Professor (Shop. Novo Leblon), Av. das Américas, 7607 - Barra 

 - Espaço Expansão (Shop. Barra Square), Av. das Américas, 3555 - Barra

- Curso Baukurs (Shop. Barra Square), Av. das Américas, 3555 - Barra 

- Centro Cultural Suassuna, Av. das Américas, 2603 – Barra 

- 100 % Video Store (MAP), Av. das Américas, 10200 – Barra 

- Tabacaria Candice Cigar Co. (MAP), Av. das Américas, 10200 – Barra 

- Jornaleiro Val (MAP), Av. das Américas, 10200 – Barra 

- Casa da Empada (MAP), Av. das Américas, 10200 – Barra 

- Curso CCAA (MAP), Av. das Américas, 10200 – Barra 

- Museu Casa do Pontal, Estr. do Pontal, 3295 - Recreio 

- Restaurante Point de Grumari, Estr. do Grumari, 710 – Grumari

Lançamento do livro Batidas de Okàn



Dia 8 de dezembro, domingo, às 17h, lançamento do livro e contação de histórias com Rosane Castro, na Livraria Saraiva, Praia de Belas, Porto Alegre, RS. 

Manhã de domingo


Se eu como biscoito de maisena
No café da manhã
A culpa é sua
Que abriu meu pacote sem pedir
E deixou a metade
Você só vai voltar aqui
Quando esse pacote acabar
E eu sair pra comprar outro
Mas sou um pão duro
Incorrigível

Igor Miguel Pereira

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O Plástico Bolha está nas ruas!


Ontem a equipe do Plástico Bolha rodou o Rio de Janeiro fazendo a distribuição da edição #34 do jornal. A andança é grande, mas a recompensa é imediata! Veja abaixo a lista dos locais aonde você já pode pegar o seu jornal: 

- Espaço Move, Avenida Armando Lombardi, 949, Loja C - Barra da Tijuca

- Locadora Video Session, Estrada da Gávea, 820 - São Conrado

- Locadora Cavideo, R. Voluntários da Pátria, 446 – Cobal do Humaitá

- Papelaria Papel aos pedaços, Largo dos Leões, 81 – Humaitá

- Banca de jornal na esquina da rua Voluntários da Pátria com Real Grandeza - Botafogo

- Cinema Estação Botafogo, rua Voluntários da Pátria, 88 – Botafogo

- Estação Espaço de Cinema, rua Voluntários da Pátria, 35 – Botafogo

- Biblioteca Popular de Botafogo Machado de Assis, rua Farani 53 - Botafogo

- Banca na Praça Chaim Weizmann, rua Farani – Botafogo

- Loja do Museu da República, rua do Catete 153 – Catete

- Fundição Progresso, Rua dos Arcos 24 – Lapa

- Axé Millenium Revistas, Jornais e Periódicos Ltda., rua do Rezende, 119 – Centro

- Livraria Café do Wilsinho, rua do Rezende 18 – Centro

- IFCS, Largo de São Francisco 1 – Centro

- Real Gabinete Português de Leitura, rua Luiz de Camões 30 – Centro

- Escola de Música da UFRJ, rua Mem de Sá 71 - Lapa

- Escola de Música da UFRJ, rua do Passeio 98 – Centro

- Biblioteca Mário de Andrade, edifício Gustavo Capanema, rua da Imprensa 16 – Centro

- Museu da Imagem e do Som (MIS), Praça Luiz Souza Dantas 1, Praça XV - Centro

-Livraria Arlequim, Praça XV de novembro, 48 – Centro

- Paço Imperial, Praça XV de novembro, 48 – Centro

- Escola de Cinema Darcy Ribeiro, rua da Alfândega, 5 – Centro

- Livraria Berinjela, Av. Rio Branco, 185 – Centro

- Livraria Leonardo da Vinci, Av. Rio Branco, 185 – Centro

- Livraria Bossa Nova, rua Duvivier, 37 – Copacabana

- Livraria Mar de Histórias, rua Francisco Sá, 51 – Copacabana

- Casa de Cultura Laura Alvim, Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema

- Universidade Cândido Mendes, rua Joana Angélica, 63 – Ipanema

- UniverCidade, Av. Epitácio Pessoa, 1664 – Lagoa

- Cinema Estação Ipanema, rua Visconde de Pirajá, 605 – Ipanema

- Cantinella Massas, rua Gilberto Cardoso – Cobal do Leblon

- Ettore Cucina Italiana, rua Conde Bernadotte, 26, loja 101 – Leblon

- Galeria do Teatro Leblon, rua Conde Bernadotte, 26 - Leblon

- Universo Orgânico, rua Conde Bernadotte, 26, lojas 105 e 106 – Leblon

- Biblioteca Vinícius de Moraes, Av. Bartolomeu Mitre, 1297 – Gávea

- Livraria Timbre, rua Marquês de São Vicente, 52, loja, 221 – Gávea

- Livraria Malasartes, rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso – Gávea

- Teatro Vanucci, rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso – Gávea


Francisco e o Jornal Plástico Bolha na Biblioteca Popular de Botafogo Machado de Assis. 

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Distribuição do Plástico Bolha no Rio de Janeiro




Hoje a equipe do Plástico Bolha sai às ruas do Rio de Janeiro para fazer a distribuição da edição #34 do Jornal! Confira a lista dos locais de distribuição, e pegue seu exemplar! Lista de distribuição.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

V


Ardor da dor que quem te quer
Não é que assim te tornes uma mulher
Tua prata espada é de lenha
Toda via, te constróis mais bela
Do que uma flor da vigésima primavera
Olhe, olhe Dama do Fogo…
O gelo da sua ausência. 


Ayanny M. Rodrigues

Lançamento do livro Natureza e ser




Lançamento do livro Natureza e Ser de Noemï Flores e Olga Savary. Dia 9 de dezembro, a partir das 19h, no Scada Café no Espaço Otaú de Cinema. Praia de Botafogo, 316 - Rio de Janeiro, RJ.

Ele já não chora mais


No alto da cidade perdida se encontra.
...onde os carros correm como se o tempo não existisse.
Pessoas apressadas esbarram-se por um sopro de ar
Por uma brisa que os façam respirar...
Na angustia do relógio que bate o ponteiro
E o martelo do homem que trabalha fere o prego...
a mulher suporta a sua dor de cabeça crônica.
Não escutaram a criança chorar.
Nem viram o mendigo pedir um pedaço de resto de pão velho.
Caminharam todos atrás do tempo e da vida que segue quietinha ao lado, sem pedir por favor.
Uma gota de lágrima cai do alto do prédio.
Sirenes interrompem a enfurecida rua. Em um vai e vem coordenadamente descoordenado.
O sol queima as cabeças até daqueles que usam chapéu. Que ironia, se proteger tanto.
O carro bateu.
O guarda mandou as pessoas seguirem sem dar atenção. Quantos morreram? – Perguntou a senhora com o cachorro.
E a criança engole o choro, sem atenção, ela cresceu já não é mais criança.
As janelas se fecham tentando impedir que a cidade entre.
Na cidade começa a chover, guarda chuvas abertos, ninguém pode se molhar.
A vida é dura de mais para estar molhado – disse um com pressa.
No alto o homem chora soluçante na cidade que não lhe pertence mais
Chora o homem como criança novamente.
Escuta o som dos passarinhos que avista no prédio ao lado.
E enxerga o mar distante, se refresca com o vento que supõe vir de lá.
O prédio fica pra trás, seus pés flutuam no ar.
O vento o carrega como uma dança, uma grande valsa, alegra-se em pensar como um bailarino. Um grande e famoso bailarino.
Ele agora sorri apenas.
Ele já não chora mais.

Rafael Rodrigues

domingo, 1 de dezembro de 2013

Plástico Bolha na Biblioteca da Farani







Ontem o Plástico Bolha marcou presença nos encontros ligados ao projeto "Troca-Troca", da Coordenação da Arte e Educação, Livro e Leitura da Prefeitura do Rio, que dessa vez aconteceu na Biblioteca Municipal Machado de Assis, na Rua Farani, em Botafogo. O mini-curso liderado por Gustavo Moura Bragança propõe discussões sobre livro, leitura, literatura, palavra escrita e falada, cultura popular e sobre as experiências pessoais de cada um dos participantes — quase todos líderes sociais ou fomentadores de cultura em suas regiões. O projeto ainda deu a oportunidade de cada um falar um pouco de sua trajetória e, claro, realizar leitura de poemas do grupo. Participaram Dado Amaral, Domingos Guimaraens e Lucas Viriato, editor do Plástico Bolha.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

A volta do Espaço Plástico Bolha ao CEP 20.000


Estamos de volta com toda a força! Ontem o Espaço Plástico Bolha voltou ao CEP 20.000, no Espaço Cultural Sérgio Porto, Rio de Janeiro, com a participação dos poetas André Capilé, Maria de Andrade, Marília Garcia e Lucas Viriato - lendo poema de Alice Sant'anna - todos presentes na edição #34 do Plástico Bolha, lançada ontem no evento. Gostaríamos de deixar aqui um agradecimento especial ao querido mestre Chacal, sempre generoso! 



André Capilé lendo seu poema Urubu.



Marilia Garcia lendo seu poema Capítulo IV, por intermédio do naturalista.



Maria de Andrade lendo seu poema r. Augusta.



Lucas Viriato lendo poema de Alice Sant'anna.



Chacal apresentando o CEP 20.000.

Fotos: Manuella Stefani

Confissão e Mistério


Preciso sorrir novamente,
Só assim poderei
Esquecer o que passou
Por mim onze vezes.

Gilmar Júnior


Gilmar Júnior é nosso leitor-colaborador da cidade de Umarizal, RN.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

De uma foto virtual


aquela foto digital na tela
do computador não
era pra brincar de estátua.

aquela foto que é feita de
pixels é móvel e fácil de
desmontar. a foto de pixels

que são legos peça por peça.
uma foto arquivada fácil de
embaralhar como nas vezes

em que não se consegue
lembrar. a foto olhando da
tela do computador, a gente

indo embora no futuro (ou
no passado) como
se houvesse um espaço

percorrido entre a gente e
a gente na foto. a gente na
foto com a cara colada

na tela se afastando como se
fosse o vidro de um carro

Rafael de Oliveira Fernandes


Rafael de Oliveira Fernandes é leitor-colaborador do Plástico Bolha da cidade de Santana, SP.

Espaço Plástico Bolha de volta ao CEP 20.000!




Hoje teremos mais uma noite de loucuras no Sérgio Porto! MC Chacal comanda o evento de poesia, música e performance mais tradixperimental da cidade. Mais não digo: só indo, só vendo, ouvindo. vivendo!

MC Chacal diz: "senhores vesúvios. senhoritas elásticas. o cep vinte mil se aproxima com seu sol irredutível. atravessaremos ainda alguns dias de precipitações rasteiras, de dilúvios moderados. até quinta. então o sol virá ventando assolar a guanabara e seu entorno. 

sim, queridos camafeus, queridas hipotenusas, o cep vem pra te fazer suar e deixar de vez, a depressão dessa semana molhada. então, na quinta, nos veremos alarde.

ah quem faz o cep já digo. porenquanto: flávia muniz (luiza mandou um beijo), luana costa, miríade jr, isadora medella, laura chaloub, nitratos, tiago malta, mc chacal. salvo algum lapso, rapidamente corrigível, é essa turma que vai esquentar sua quinta no cep 20.000"

Além da volta do Espaço Plástico Bolha com o lançamento da nova edição #34 e leitura de poemas de Maria de Andrade, André Capilé e Marilia Garcia!

ESPAÇO SÉRGIO PORTO - HUMAITÁ
20:30

R$5,00

Lançamento do livro Ana Cristina Cesar Poética




IMS e Editora Companhia das Letras convidam para o lançamento do livro Ana Cristina Cesar Poética, no próximo sábado, 30 de novembro. 


16h - Exibição do filme Bruta aventura em versos (2011) 
74 minutos, de Letícia Simões. Seguido de bate-papo com Letícia Simões e Bianca Comparato.

18h30 - Debate com Armando Freitas Filho, Flávio Lenz, Italo Moriconi, Laura Liuzzi e Mariano Marovatto. Exibição de trechos do filme Ana C., de Claudia Maradei. 

20h - Leitura de Correspondência completa, com Lauri Santos e Simone Spoladore. 

Instituro Moreira Salles - Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Telefone: (21) 3284-7400


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Plástico Bolha #34



Já está nas ruas a edição #34 do jornal Plástico Bolha! Poemas, contos, entrevistas, ilustrações, desafio poético, dicas de site e muito, muito mais! Confira a lista dos colaboradores dessa edição: 

Maíra F.
Ângelo Abu
Heinz Langer
Lu Menezes
Pedro Zylber
Carlos Pittela-Leite
Éber Inácio
Anelise Freitas
Thiago Picchi
Mauro Ferreira
João Paulo Cuenca
Chacal
Lucas Viriato
Breno César de Oliveira Góes
Leinimar Pires
Ana Paula Kiffer
Luiz Henrique
Rodrigo Fernandes Ferreira Britto
Rafael Magalhães
Greco Blue
Eduardo Leão Teixeira Quentel
Maria de Lourdes Souza
André Capilé
Flávio Morgado
Miriam Sutter
Maria de Andrade
Eduardo Lacerda
Marina V. Medeiros
Alice Sant'Anna
Marília Garcia
Raïssa Degoes
Camila Justino Salazar
Ricardo Sternberg
Paulo Henriques Britto

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Nossa casa


Casa cheia de risos
Cheia de pitos
Casa de amores
Cheia de dificuldades
Casa que é minha
E tua também...
Casa que guardamos
Num ambiente criamos,
Casa onde tu és rei,
Deus a razão,
Os filhos o futuro,
Onde tudo é tesouro...
Casa onde sou mãe e mulher
Tudo cedendo, tudo provendo,
Casa, abrigo, pousada
Dos males que rondam lá fora
Por nós sempre guardada
Para que na vida seja
Casa de saudades tombada!

Marina V. Medeiros. 


Marina V. Medeiros lança hoje seu primeiro livro: Etceteras (OrganoGrama, 2013), das 18h às 22h, no restaurante Ettore Barra - Av. Armando Lombardi, 800, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Conheça mais trabalhos de Marina V. Medeiros no blog: http://ditosdemarina.blogspot.com.br/ 

Conheça o coletivo Sala 29!


Formado pelos poetas Manuela Errera, Giovani Kurz, Luiza Alonso e Gabriel Mocellin, o coletivo Sala 29 tem amplo material divulgado no blog http://sala-29.blogspot.com.br/. Vale o clique!

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Lançamento do livro Fim, de Fernanda Torres



Na próxima sexta-feira, 29 de novembro, às 19h, será o lançamento do livro "Fim", primeiro romance de Fernanda Torres. O lançamento será na Livraria da Travessa do Shopping Leblon, Rio de Janeiro. 

Lançamento do livro Etceteras, de Marina V. Medeiros



OrganoGrama Livros e Ettore Cucina Italina convidam para o lançamento do livro:

Etceteras
de Marina V. Medeiros

Marina V. Medeiros, 85 anos, 8 filhos, 12 netos, 3 bisnetos. Depois de viúva, surpreendeu a todos ao revelar o que durante a vida toda pensou em escrever, e não teve coragem. Agora, acha que só lhe falta plantar um árvore.

26 DE NOVEMBRO, TERÇA-FEIRA

18H ÀS 22H
RESTAURANTE ETTORE BARRA - Av. Armando Lombardi, 800 - Barra da Tijuca, RJ. (Condado de Cascais)

Conheça o blog com o trabalho de Marina V. Medeiros: www.ditosdemarina.blogspot.com.br

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Lançamento do livro O Homem dos Patos



Lançamento de "Homem dos Patos", de Diana de Hollanda. Dia 2 de dezembro, na livraria Mini Books do Museu da República, de 18h até 21h30. O Museu da República fica na rua do Catete, 153.

Jogos


Paladino ou mago?
O garoto hesita
entre espada flamejante
ou bastão transformador.

Mundos esquivos estendem
florestas
bytes
tijolos amarelos.

Pais, assustados, convidam-no
a passear na cidade
de cimento e sujo.  Inútil.
O bracinho ágil não quer o sal da terra.
Quer desenhar com o mouse
místicos, traiçoeiros anéis.

Com um clic mapeia o universo.
Com dois destrói tudo;
cria e recria
polígonos de mistério e graça.

Já o tempo, hábil jogador,
num único lance
rouba-lhe decisivos,
inadiáveis pontos.

Carlos Frederico Manes

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Chipa asan cone/ Llanto por el zipa


CHIPA ASAN CONE
             
Chie abohoza nxie btyscua
muyqy hichupcua nxie uecha
umchihiza agyuca asan
zepqyqyz atyzynsuca.
Ty apcuanuca ana
cone nga iu ahuqy,
nga ty apqyqy achuenmague nuca
cone nga iu ana.
Chuta nga uaia abohoza nxie
ba ty hatac suzac aguecuac zeguene
¡achi aba pabi!
¿iahaco bgas umsan zeconyngabe?
 Hue! um hacapa fahac aguecua
nga umsupcua achihizanmague
¿ba epcuano aguenua?
tohoni! chihuin myta aconân
chisabac aguecua chiybanto
anabiza, absiesmague
asy tyguac tyguisca nga chihicac abgu
Anabiza, achiscanmague.
Chyza amnypcuasucaza npcuaca
chuetuc chuetuc gua aconsuca
nga ysc chibqyscua, ysc chibqy
chie,  abgyscua abas chizyscua.


LLANTO POR EL ZIPA
          
Canto ante la luna
guerrero del campo frío
por tu muerta fuerza
ando triste y pensativo.
Todos los cantos se han ido
el llanto y el dolor vinieron,
y como el canto alegre
el llanto y el dolor se fueron.
Ante hijos y madres
Ahora soy el canto eterno.
Ea señor del maíz!
¿Cómo haré para llorarte?
Señor! Tu arco valioso
Y tu lanza fuerte
¿Dónde están ahora?
Ay! Si tu mano peleara con nosotros.
echa nuestros enemigos de nosotros
Ellos, cobardes
Mataron al águila que canta y al venado.
Ellos, mentirosos.
Porque no oye voz
cada hora la montaña llora
Y de esta manera hacemos, así hicimos
Nosotros, codiciamos la muerte.


Brenn Timoteo Romero Moreno



Brenn Timoteo Romero Moreno é leitor e colaborador do jornal Plástico Bolha da cidade de Facatativá, Colômbia.